10 usos do drone na agricultura

Cada vez mais automatizada, a agricultura brasileira tem avançado em novas tecnologias. O uso de drone na agricultura já mudou a realidade de muitos produtores rurais. E depois dos tratores conduzidos por GPS, dos sensores para aplicação de nitrogênio e diversas outras automações, o drone na agricultura se tornou figura indispensável nesse setor, e destaca-se por sua grande versatilidade. 10 usos do drone na agricultura

Capazes de gerar dados que podem ser gerenciados com muito mais exatidão, os Veículos Aéreos não Tripulados (VANTs) otimizam o trabalho, minimizando os custos e facilitando a tomada de decisões. Sem sair do escritório, os produtores podem tomar decisões de manejo não mais baseadas em probabilidades, mas em fatos concretos obtidos por meio de imagens de pecuária e de agricultura

Principais usos do drone na agricultura

O drone na agricultura faz o mapeamento aéreo das lavouras, identifica pragas e doenças com mais rapidez e faz a gestão do plantio. Tudo isso sem a necessidade de percorrer todos os hectares por vias terrestres. Além de fazer o acompanhamento do desenvolvimento da plantação remotamente, também é possível analisar a saúde das culturas e localizar problemas como tombamento, erosão e manchas no solo, entre diversas outras aplicações. A seguir, você irá descobrir quais são os 10 usos principais de drone para a agricultura:

1 – Mapeamento com drone

O drone para mapeamento tem sido um forte aliado para o agronegócio. Os mapas dão aos agricultores o poder de analisar rapidamente suas safras e fornecem dados cruciais para orientar a tomada de decisões. Isso significa economia de tempo, aumento de rendimento das safras e melhora dos lucros.

O mapeamento com drone é feito por meio de aeronaves equipadas com câmeras, sensores multiespectrais e softwares de última geração, que fornecem dados a partir de relatórios gerados com mapas NDVI, uma sigla em inglês para “Normalized Difference Vegetation Index”, que em uma tradução livre significa “Índice de Vegetação da Diferença Normalizada”. O NDVI realiza um cálculo em cima das bandas espectrais da plantação.

As plantas captam e absorvem energias, que possuem diversos espectros. No levantamento topográfico com drone, esses espectros são captados pelos sensores do drone para georreferenciamento, que posteriormente serão calculados e utilizados para medir índices como a quantidade de mais ou menos vegetação em uma área e a presença de água ou de pouca atividade clorofiliana (o que causa baixa quantidade de vegetação).

Usando imagens NDVI, um agricultor com treinamento adequado pode determinar a saúde de seu campo e tomar decisões importantes em tempo real. Em vez de percorrer toda a plantação ou atravessar o campo com um trator, um drone para topografia pode produzir, de forma semiautônoma, um mapa e apontar áreas de dificuldade.

2 – Irrigação

O drone para agricultura possui sensores hiperespectrais, multiespectrais ou térmicos, que podem identificar quais partes de um campo sofrem com a falta de recursos hídricos ou precisam de melhorias. Com um único sobrevoo de drone para topografia, é possível obter um diagnóstico de toda a área, calculando o índice de vegetação, que descreve a densidade relativa e a saúde da cultura que está crescendo, e mostra a assinatura térmica, ou seja, a quantidade de energia ou o calor que essa cultura emite.

3 – Demarcação de área para plantio

O uso do drone na agricultura proporciona ao produtor uma visão aérea ampla da região, facilitando e acelerando a tomada de decisão, incluindo o acompanhamento do crescimento para controle de limites da plantação. Dessa forma, é possível determinar o que é melhor cultivar e quais são as áreas da fazenda que estão mais propícias para a semeadura.

4 – Monitoramento da pecuária

Além da contagem do gado por meio de câmeras de imagem térmica, o operador do drone para agricultura também pode vigiar o rebanho, verificando se há animais feridos, ausentes ou em nascimento. O acompanhamento da pastagem também possibilita saber quais pastos devem ser reformados e quais estão bons para uso. Para análises mais detalhadas, é possível escolher pontos estratégicos da fazenda para coleta de solo, que serão enviados para laboratórios.

5 – Análise da plantação

É um dos usos mais conhecidos do drone na agricultura. Serve para analisar a plantação e detectar pragas e doenças, falhas de plantio, excesso de irrigação, entre outros. Os equipamentos são aliados a softwares para análise das imagens captadas. Do alto, é possível analisar a coloração da planta para detectar a presença de fungos, por exemplo. Além disso, também é possível acompanhar o desenvolvimento da safra. Para saber se a lavoura está se desenvolvendo como o esperado, o operador pode sobrevoar a plantação com a frequência desejada (a cada semana, por exemplo), captar as imagens e depois analisá-las cronologicamente no computador.

6 – Pulverização

Também é possível usar o drone para controle biológico. Essa função ainda está sendo desenvolvida, mas já há protótipos que conseguem embarcar até 18 litros de químicos. A aplicação feita pelo drone pode ser mais eficiente pela proximidade das plantas e mais segura por não ter um piloto embarcado.

7 – Monitorar desmatamento e incêndios

O sobrevoo oferece uma visão ampla de lugares distantes e de difícil acesso. Logo, com essas pequenas máquinas, é possível ir a lugares onde esteja ocorrendo desmatamentos e, com a localização precisa, combatê-los. Além disso, o drone para agricultura também facilita a localização de focos de incêndio. A proximidade do fogo é bastante perigosa e difícil para humanos. Por isso os drones conseguem sobrevoar incêndios para descobrir os focos do fogo e, consequentemente, controlá-los.

8 – Achar nascentes de água

Como algumas nascentes podem estar em matas fechadas, os drones podem ir a lugares de difícil acesso e encontrar a origem da água.

9 – Vigilância

Pequenos e ágeis, os drones para agricultura também podem ser utilizados para a proteção de áreas vulneráveis, como fronteiras. O mesmo uso pode ser adotado na fazenda para vigiar as divisas da propriedade.

10 – Telemetria

É possível medir propriedades usando as imagens de alta qualidade do drone.

Onde encontrar o melhor drone para agricultura?

A Nuvem UAV possui dois modelos drone para agricultura: o Batmap, que possui asas fixas; e o Spectral, de asas rotativas. Seja qual for a sua escolha, conte com o nosso suporte personalizado eficiente de drone na agricultura. Conheça mais benefícios e entre em contato.

a sua escolha, conte com o nosso suporte personalizado eficiente de drone na agricultura. Conheça mais benefícios e entre em contato.

  • Share post