Drone para topografia

O uso dos VANTs (Veículo Aéreo Não Tripulado) no estudo da superfície de territórios traz inúmeros benefícios. Além de processos mais ágeis e econômicos se comparados aos métodos tradicionais de coleta de dados, o drone para topografia possibilita a obtenção de informações ricas e completas, coletadas após o processamento das imagens capturadas pelo equipamento. Drone para topografia

Todo drone para mapeamento conta com uma câmera especial que captura fotografias de alta resolução. Por meio da sobreposição das imagens do voo é criado um mapa ortomosaico, que é o primeiro resultado gerado por essa tecnologia. Se comparado a uma imagem do Google Maps, por exemplo, é possível perceber a diferença na qualidade das informações, sendo o levantamento topográfico com drone superior.

Outro produto gerado pelo mapeamento com drone é o Modelo Digital de Superfície. Com ele, é possível medir distâncias, posições, ângulos e áreas da sua extensão mapeada. Também é possível obter mais informações referentes ao relevo da área, como a declividade de um terreno, sua forma, locais com possíveis escoamentos ou acúmulos de água.

As curvas de nível são linhas que conectam pontos de mesmo valor altimétrico, geradas por meio do Modelo Digital de Terreno. Cada curva representa uma linha em que todos os pontos têm a mesma altitude. A combinação delas resulta em um levantamento topográfico com drone que mostra exatamente os contornos e cotas da área estudada, podendo ser utilizado em projetos de irrigação, sistematização de área, terraceamento e delimitação de bacias hidrográficas.

Mapeamento com drone para topografia

É comum assimilarmos o uso dos VANTs com a fiscalização ambiental, realizada, na maioria das vezes, por órgãos públicos. Mas, na verdade, o uso destes equipamentos vai muito além disso. O drone para topografia é um grande aliado no planejamento e acompanhamento de projetos de construção, revitalização e mensuração de áreas de floresta, seja para fins de cultivo ou preservação.

Agilidade e precisão são fatores fundamentais para a realização de diagnósticos ambientais. Por isso o drone para agricultura está sendo cada vez mais utilizado no monitoramento ambiental, possibilitando o mapeamento de áreas extensas e de difícil acesso. Alguns aparelhos possuem quase 3 horas de autonomia e um raio de operação de 10 km. Câmeras de alta resolução garantem a precisão dos resultados, ou seja, é possível realizar inúmeros diagnósticos com assertividade.

O drone para mapeamento pode ser utilizado para vários fins, incluindo:

  • – Monitoramento de áreas de risco
  • – Plano de reflorestamento
  • – Gerenciamento ambiental de obras
  • – Gestão ambiental
  • – Elaboração do CAR (Cadastro Ambiental Rural)
  • – Mapeamento de áreas de degradação ambiental
  • – Monitoramento de áreas de preservação ambiental
  • – Indicação de taxa de ocupação do solo
  • – Licenciamentos ambientais
  • – Prevenção de queimadas
  • – Assoreamento de cursos d’água
  • – Controle de espécies invasoras
  • – Projetos de sustentabilidade

A maioria dos voos para mapeamento com drone são realizados apenas com a câmera RGB. Para análises específicas, como indicação de taxa de ocupação do solo, utiliza-se a câmera multiespectral para aplicação de Índices de Vegetação.

Entre as principais vantagens do uso de drone para topografia estão a alta qualidade da base cartográfica, a identificação exata das características de relevo do terreno, o levantamento total das áreas, o monitoramento completo do processo ambiental e o auxílio às análises socioeconômicas. Ou seja, o objetivo principal em utilizar os drones para o monitoramento ambiental é otimizar o trabalho em campo, oferecendo precisão e garantia de qualidade nos resultados, economia de tempo e segurança no processo para a equipe.

Melhor drone para agricultura

Os drones de asa rotativa são mais compactos e seu preço costuma ser mais acessível, no entanto sua autonomia é menor do que a de um drone de asa fixa. O drone Spectral é uma excelente opção para aqueles que preferem um modelo mais leve e prático. Mas se você precisa de um drone para mapeamento com maior autonomia de voo, velocidade e alcance, o Batmap é a opção ideal.

Este drone para mapeamento possui duas versões: o Batmap 1 e o Batmap 2. Enquanto o primeiro possui 90 minutos de autonomia, o segundo possui 3 horas. O Batmap 1 tem raio de operação de 6 km e seu pouso é feito de barriga. Já o Batmap 2, tem 10 km de raio de operação e pouso de paraquedas.

Os drones para topografia da Nuvem UAV se destacam no mercado nacional devido à capacidade de produção superior aos concorrentes da mesma categoria — chegando, em alguns casos, a dobrar o rendimento hectare/dia se comparado com outros drones similares. Seja qual for o drone para mapeamento escolhido, com a Nuvem UAV você conta com um suporte personalizado eficiente. Conheça mais benefícios e entre em contato.

  • Share post